«

»

nov 11

E você, faria o mesmo?

E você, faria o mesmo?
Leia com muita atenção esta mensagem, e no final responda a si próprio se você também faria o mesmo!
Deus te abençoe.
Um pai com seu filho, junto com um amigo de seu filho, estavam a navegar num barco distante da costa do oceano Pacífico. De repente, sem que nada o previsse, uma tempestade os surpreendeu e os seus esforços para regressar á costa foram inúteis. As ondas eram tão enormes que, apesar do pai ser um marinheiro com vasta experiência, não conseguia controlar a embarcação de nenhuma forma. De repente, uma gigantesca onda arrastou-os, empurrando os três para fora do barco.
Rapidamente o pai atou um salva-vidas a uma corda para tomar a decisão mais difícil de sua vida: Tinha que decidir a qual dos jovens atiraria a corda, ao seu filho ou ao amigo de seu filho. Era um assunto de segundos porque a água os levaria, sem remédio, á morte!
O pai sabia que o seu filho era um bom cristão e que amava a Deus. Do mesmo modo, também sabia que o amigo de seu filho não era cristão e nunca havia aprendido a amar a Deus. A agonia da sua dicisão não era oposição para a corrente marítima e as ondas gigantescas. O pai gritou ao seu filho: “Amo Você”, e atirou a corda para o amigo de seu filho.
No momento em que trazia de volta ao barco o amigo, seu filho já havia desaparecido na escuridão da noite, tragado pelo enfurecido mar. O seu corpo nunca foi encontrado.
O pai tinha certeza que o seu filho seria recordado por Deus, mas não podia suportar a idéia de que o amigo de seu filho não chegaria a conhecer a Deus e saber das maravihosas promessas que tinha para todos os que o servem e obedecem. Por isso, sacrificou a vida de seu próprio filho, para salvar o amigo de seu filho.
Um dia ele foi visitar uma igreja, e o pastor desta igreja contou esta história aos presentes, visto que ele estava lá, o pastor o chamou ao púpito, e disse aos membros: ” Estão vendo este homem, foi ele o pai que sacrificou a  vida de seu próprio filho para salvar a vida do amigo de seu filho”.
A igreja ficou emocionada com a história, porém no final do culto uma senhora foi falar com o pastor e com o pai de seu falecido amigo, e perguntou: ” Como o senhor teve coragem de deixar o seu próprio filho morrer para salvar o filho de um outro homem?”
Ele respondeu: ” A senhora esta vendo o pastor que dirige esta igreja? Pois bem, ele é o amigo de meu filho.”
Quão enorme é o amor de Deus porque fez o mesmo por todos nós. Nosso Pai Deus, sacrificou o seu único filho para nos salvar.
Leia com muita atenção esta mensagem, e no final responda a si próprio se você também faria o mesmo!
Deus te abençoe.
8845marUm pai com seu filho, junto com um amigo de seu filho, estavam a navegar num barco distante da costa do oceano Pacífico. De repente, sem que nada o previsse, uma tempestade os surpreendeu e os seus esforços para regressar á costa foram inúteis. As ondas eram tão enormes que, apesar do pai ser um marinheiro com vasta experiência, não conseguia controlar a embarcação de nenhuma forma. De repente, uma gigantesca onda arrastou-os, empurrando os três para fora do barco.
Rapidamente o pai atou um salva-vidas a uma corda para tomar a decisão mais difícil de sua vida: Tinha que decidir a qual dos jovens atiraria a corda, ao seu filho ou ao amigo de seu filho. Era um assunto de segundos porque a água os levaria, sem remédio, á morte!
O pai sabia que o seu filho era um bom cristão e que amava a Deus. Do mesmo modo, também sabia que o amigo de seu filho não era cristão e nunca havia aprendido a amar a Deus. A agonia da sua dicisão não era oposição para a corrente marítima e as ondas gigantescas. O pai gritou ao seu filho: “Amo Você”, e atirou a corda para o amigo de seu filho.
No momento em que trazia de volta ao barco o amigo, seu filho já havia desaparecido na escuridão da noite, tragado pelo enfurecido mar. O seu corpo nunca foi encontrado.
O pai tinha certeza que o seu filho seria recordado por Deus, mas não podia suportar a idéia de que o amigo de seu filho não chegaria a conhecer a Deus e saber das maravihosas promessas que tinha para todos os que o servem e obedecem. Por isso, sacrificou a vida de seu próprio filho, para salvar o amigo de seu filho.
Um dia ele foi visitar uma igreja, e o pastor desta igreja contou esta história aos presentes, visto que ele estava lá, o pastor o chamou ao púpito, e disse aos membros: ” Estão vendo este homem, foi ele o pai que sacrificou a  vida de seu próprio filho para salvar a vida do amigo de seu filho”.
A igreja ficou emocionada com a história, porém no final do culto uma senhora foi falar com o pastor e com o pai de seu falecido amigo, e perguntou: ” Como o senhor teve coragem de deixar o seu próprio filho morrer para salvar o filho de um outro homem?”
Ele respondeu: ” A senhora esta vendo o pastor que dirige esta igreja? Pois bem, ele é o amigo de meu filho.”
Quão enorme é o amor de Deus porque fez o mesmo por todos nós. Nosso Pai Deus, sacrificou o seu único filho para nos salvar.